O que são dados sensíveis e como lidar com eles?

O que são dados sensíveis e como lidar com eles?

Se você se pergunta o que são dados sensíveis ou qual é a melhor maneira de gerenciar o acesso aos dados confidenciais, saiba que a resposta para essas perguntas não são diretas, pois envolvem questões éticas, legais e técnicas a serem enfrentadas.

Atualmente, com a grande quantidade de dados confidenciais sendo produzidas e trocadas a cada segundo, é mais importante do que nunca que as empresas tomem medidas para proteger essas informações.

Este artigo fornecerá uma introdução abrangente aos dados sensíveis para que você saiba a melhor forma de proteger a sua organização. Ou seja, este conteúdo ajudará você a preservar os dados confidenciais de seus clientes e da sua empresa com segurança.

Quer saber mais sobre o que são dados sensíveis e como lidar com eles?
Então acompanhe o conteúdo que preparamos para você!

O que são dados sensíveis?

O que são dados sensíveis?

Dados sensíveis são informações confidenciais que devem ser protegidas contra o acesso não autorizado.

O acesso aos dados sensíveis deve ser limitado por meio de práticas suficientes de segurança de dados e segurança de informações projetadas para impedir a divulgação não autorizada e violações de dados.

Sua empresa pode ter que proteger dados confidenciais para requisitos éticos ou legais, privacidade pessoal, motivos regulatórios, segredos comerciais e outras informações críticas de negócios.

Esses dados podem representar um risco social, de reputação, legal, de empregabilidade ou de segurança aumentado para você ou seus clientes, se expostos. Geralmente, os dados confidenciais também são o alvo da espionagem corporativa.

Associe isso ao aumento da fiscalização regulatória de muitos setores e temos ainda mais necessidade de otimizar o gerenciamento de dados, o gerenciamento de riscos de fornecedores, o gerenciamento de riscos à terceiros e a segurança cibernética do que nunca.

A perda, o uso indevido, as modificações ou acesso não autorizado aos seus dados mais sensíveis pode comprometer os seus negócios, arruinar a confiança do cliente, violar a privacidade do cliente e, em casos extremos, afetar a segurança.

Exemplos de dados sensíveis

As informações confidenciais incluem todos os dados, originais ou copiados, que contêm:

  • Informações pessoais, conforme definido por uma série de leis para impedir ou desencorajar o roubo de identidade e para proteger a privacidade individual;
  • Informações sobre a saúde, prestação de serviços de saúde ou pagamento por serviços de saúde, criados ou coletados por terceiros, que podem ser vinculadas a um indivíduo específico;
  • Registros educacionais, que devem ser protegidas por potenciais empregadores, instituições de ensino públicas ou privadas e governos estrangeiros.
  • Informações do cliente, que devem ser protegidas pelas instituições de diferentes setores, incluindo as financeiras que devem explicar como compartilham e protegem as informações privadas de seus clientes;
  • Dados do titular do cartão de crédito, que devem ser protegidos por meio de um padrão de segurança da informação que informa à organização como lidar com as informações;
  • Entre outros.

Em geral, dados confidenciais são quaisquer dados que revelam:

  • Origem racial ou étnica;
  • Posicionamento político;
  • Crenças religiosas ou filosóficas;
  • Filiação sindical;
  • Dados genéticos;
  • Dados biométricos;
  • Dados de saúde;
  • Vida sexual ou orientação sexual;
  • Informações financeiras, como números de contas bancárias e números de cartão de crédito;
  • Entre outros.
O que são os dados pessoais?

O que são os dados pessoais?

Os dados pessoais, ou informações pessoais, são informações que podem identificar um indivíduo. Como, por exemplo, qualquer coisa que:

  • Identifique diretamente um indivíduo, como nome, sobrenome, número de telefone, número de previdência social, número da carteira de motorista ou qualquer outra informação de identificação pessoal.
  • Dados pseudônimos ou informações de identificação não direta que não permitem a identificação direta, mas permitem destacar o comportamento individual e, assim, servir de alvo em determinado momento.

Em diversas situações, o uso de informações pseudônimas é incentivado na identificação direta de informações, pois reduz o risco de violações de dados ter efeitos adversos sobre os indivíduos.

Como medir a sensibilidade dos dados?

Como medir a sensibilidade dos dados?

Para determinar o quão sensível é um dado e como ele deve ser classificado, pense na confidencialidade, integridade e disponibilidade dessas informações e como elas afetariam sua organização ou seus clientes se fossem expostas.

Essa é uma maneira comum de medir a sensibilidade dos dados, acompanhe a seguir e saiba um pouco mais sobre essa tríade – confidencialidade, integridade e disponibilidade! 

O que é confidencialidade de dados?

Confidencialidade é aproximadamente equivalente à privacidade.

Contramedidas que impedem o acesso não autorizado a informações confidenciais, assegurando ao mesmo tempo que as pessoas certas ainda possam acessá-las, estão preocupadas com a confidencialidade.

Essas contramedidas vão do treinamento simples de conscientização à compreensão dos riscos de segurança associados ao manuseio das informações e como se proteger contra eles, ao sofisticado software que garante a segurança dos dados.

Exemplos de contramedidas de confidencialidade:

  • Criptografia de dados;
  • Senhas;
  • Autenticação de dois fatores;
  • Verificação biométrica;
  • Tokens de segurança;
  • Limitação sobre onde as informações aparecem;
  • Limite do número de vezes que as informações podem ser transmitidas;
  • Armazenando em dispositivos seguros;
  • Uso de um software que garante a segurança dos dados.

O que é integridade de dados?

Integridade é manter a consistência, precisão e confiabilidade dos dados ao longo de seu ciclo de vida.

Dados confidenciais não devem ser alterados em trânsito e não devem poder ser alterados por pessoas não autorizadas, por exemplo, quando ocorre uma violação de dados.

Exemplos de contramedidas de integridade:

  • Permissões em arquivo;
  • Controles de acesso do usuário;
  • Logins de auditoria;
  • Controle de versão;
  • Soma de verificação criptográfica;
  • Backups;
  • Redundâncias.

O que é disponibilidade de dados?

A disponibilidade preocupa-se em garantir que todos os sistemas de informação e dados confidenciais estejam disponíveis quando necessário.

Exemplos de contramedidas de disponibilidade:

  • Manutenção de hardware e reparos imediatos;
  • Adoção de um software rápido e eficiente;
  • Fornecimento de suporte para uma comunicação adequada;
  • Recuperação rápida e adaptável erros com um plano abrangente de recuperação;
  • Proteção contra perda ou interrupção de dados durante desastres naturais e incêndios;
  • Equipamento e software que garantem segurança extra.
Qual o impacto da divulgação não autorizada de dados sensíveis?

Qual o impacto da divulgação não autorizada de dados sensíveis?

A privacidade dos dados está se tornando cada vez mais importante. Em mais de 80 países, as informações de identificação pessoal são protegidas pelas leis de privacidade que definem limites para a coleta e o uso por organizações públicas e privadas.

Essas leis exigem que as organizações notifiquem claramente os indivíduos sobre quais dados estão sendo coletados, o motivo da coleta e os usos planejados dos dados.

Em estruturas legais baseadas em consentimento é necessário a permissão explícita do indivíduo. Sendo assim, é exigindo que todas as empresas:

  • Forneçam notificações de violação de dados;
  • Nomeiem um responsável pela proteção de dados;
  • Obtenham o consentimento do usuário para processamento de dados;
  • Tornem anônimos os dados para privacidade;
  • Notifiquem as pessoas afetadas o mais rápido possível;
  • Entre outros.

Além disso, muitos países promulgaram sua própria legislação em relação à proteção da privacidade de dados, e mais ainda estão em processo de fazê-lo.

Como proteger dados sensíveis?

Como proteger dados sensíveis?

O primeiro passo na proteção de dados confidenciais é a classificação de dados.

Dependendo da sensibilidade dos dados, são necessários diferentes níveis de proteção. A principal coisa a entender é que nem todos os dados são iguais e é melhor concentrar seus esforços de proteção de dados na proteção de dados confidenciais, conforme definido acima.

Exemplos de informações não sensíveis:

  • Informações públicas: informações que já são uma questão de registro ou conhecimento público;
  • Informações comerciais rotineiras: informações comerciais compartilhadas rotineiramente com qualquer pessoa de dentro ou de fora da organização.

A segurança eficaz das informações começa com a avaliação de quais informações você possui e a identificação de quem tem acesso. É essencial compreender como os dados confidenciais entram e saem da sua organização para avaliar possíveis vulnerabilidades e riscos de segurança cibernética.

Isso significa fazer o inventário de todos os locais em que sua organização usa os dados confidenciais e de que forma você os entrega a fornecedores e de terceiros.
Isso permitirá que você entenda como as informações fluem pela sua organização e lhe dê uma imagem completa de quem envia informações pessoais em sua organização, quem recebe dados confidenciais, quais informações são coletadas, quem mantém as informações coletadas e quem tem acesso às informações.

Após concluir esta análise, para reduzir os riscos decorrentes de violações de segurança e ainda fornecer o melhor atendimento aos seus clientes, utilize um software eficiente e capaz de proteger as informações confidenciais contra quaisquer tipos de danos.

Gostou se entender melhor sobre o que são dados sensíveis e como lidar com eles? Então saiba qual é a importância da rastreabilidade do histórico de atendimento!

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ligamos para você

Categorias: